testo


"Que nunca te falte amor... mas, se faltar, sabes onde me encontrar."

Bem Vindos

Bem Vindos ao Portal de Luz

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Não seja um imã da raiva

Não seja um imã da raiva

Não seja um imã da raiva 

Não a deixe a raiva tomar conta com qualquer coisa errada que te aconteça. 

 Raiva atrai a raiva, e esse efeito imã é uma armadilha. 

 A natureza humana está pronta para lutar ou fugir das ameaças que nos acontecem. 

Ficamos raivosos com tudo que acontece de errado à nossa volta. Alguém ofende um amigo e ficamos com raiva. Um cliente é maltratado no supermercado e isso provoca um efeito negativo em nós mesmos. 

 Queremos um mundo perfeito e não admitimos qualquer nuvem que possa macular a perfeição que desenhamos. Acabamos, sem se dar conta, nos rebelando contra tanta coisa sem causa justificável, um rebelde sem causa, como nos ensina Tom G. Stevens, professor de psicologia da Universidade do Estado da Califórnia. Segundo Stevens, para evitarmos as armadilhas, devemos: 

 -assumir que sempre há alguma boa intenção por trás das ações dos outros; 

-explorar as nossas emoções negativas acerca de um evento; -desenvolver a empatia, se colocar no lugar do outro e experimentar a sensação; 
 -rever o nosso conceito e entendimento sobre justiça no mundo. -rever se queremos punir os outros, segurando o rancor dentro de nós. 
 -trabalhar melhor as nossas expectativas – pode ser adequado baixar um pouco o que esperamos das pessoas; Pratique algumas maneiras de se livrar da raiva e da hostilidade quando ela vier à tona: 
 -pense nas conseqüências da agressão e a mácula que vai criar no relacionamento; 
 -seja assertivo e procure uma solução ganha-ganha para a questão; -dê um tempo e se retire quando a coisa ficar mesmo feia; 
 -encontre maneiras construtivas de aliviar sua raiva e descontentamento; 
 -se for possível, escolha maneiras não destrutivas de expressar o seu descontentamento; A raiva, segundo o professor, é uma falta de habilidade de lidar com as situações, e a pratica é fundamental para desenvolver essa habilidade. 
 Agora que você já sabe, pratique no seu dia-a-dia e logo acabará incorporando tais ensinamentos. 

 Rubens Sakay (Beco)

Nenhum comentário:

Postar um comentário